Misantropia

Na última noite, entre partir e ficar, escolhi os dois. E abracei o mar. Misantropia. Solidão, reflexão, impulso. Raul Krebs www.misantropia.ph
ver fotos

AsfixiA

A paisagem da cidade reflete as relações sociais que nela se estabelecem. Questões como a opressão, o bullying e a privação das liberdades também aparecem na arquitetura que nos é mostrada mas, como na sociedade, nem sempre é vista. A cidade verticalizou-se não observando recuos ou espaços que permitissem a respiração das construções. Restam, em vários locais, edificações muito altas comprimindo uma mais baixa. Para o observador mais atento da paisagem, fica a sensação de asfixia dos prédios menores, que são privados da luz e do ar a que teriam acesso se não estivessem nesta condição. Mas, como se formou o panorama atual? O menor lá estava e foi emparedado pelos maiores? Ou isto aconteceu paulatinamente, primeiro um e, como não houve reação, veio o outro? Ou ainda, os maiores lá estavam e o pequeno entre eles chegou, por ser melhor estar ali do que em lugar nenhum? Ricardo Neves
ver fotos

Lorita Restaurante

Mostra do acervo selecionada com objetivo de assinar o projeto de decoração dos diversos ambientes do Lorita Restaurante. Exposição encerrada.
ver fotos

Impressões

Desenvolvidas para o trabalho de conclusão do curso de fotografia digital avançada da ESPM, as fotografias foram produzidas de acordo com a estética impressionista. Com a utilização da longa exposição e, por vezes, do light paint, o objetivo foi o de criar imagens que lembrem as pinturas desse grupo de artistas da segunda metade do século XIX. Entre as características da Escola Impressionista, ressalto as cores vivas e ousadas e a captura de pessoas e de outros objetos na forma de borrões, como se fossem pinceladas soltas. Em busca da espontaneidade encontrada na fotografia, os pintores impressionistas compunham suas obras de forma aleatória, com primeiros planos vazios e cortes inusitados. Destaco ainda a forte relação sempre existente entre a fotografia e o Impressionismo. Em meados do século XIX, o pintor francês Dellaroche chegou a afirmar que “pintura morreu”, diante da difusão do daguerreótipo, que atingiu rapidamente os grandes centros urbanos entre 1839 e 1840. Anos mais tarde, em 1874, o fotógrafo Félix Nadar cedeu seu estúdio para uma das primeiras exposições impressionistas realizadas no mundo. A relação entre essas duas formas de arte serviu de inspiração também para Edgar Degas que, a partir das imagens congeladas das fotografias de Eadweard Muybridge, pintou a célebre tela “As Bailarinas”. Marcelo Bertani
ver fotos

Aves

`Fotografar aves é uma experiência única e fantástica. Não são poucas as vezes que ficamos horas esperando um ângulo, uma oportunidade, um momento, a luz adequada, as cores, as sombras, cada detalhe é importante... requer paciência, equipamento especial - lentes de 7kg, de 8kg, todo conjunto pesa mais de 25 kg, carregar isto tudo no meio de banhados, matas fechadas, requer uma logística bem trabalhada. Um clique, um registro, esta é a recompensa e vale cada minuto, cada segundo investido nesta "empreitada", elas (as aves) são especiais, sinônimo de liberdade, de paz, de força e de beleza, sim, cada segundo é recompensado por apenas um clique ou ainda, por um momento especial que, por estarmos ali, presenciamos.` Bruno Prisco Jr.
ver fotos

 
contato@werrafotogaleria.com.br | Av Plínio Brasil Milano| 344 | Porto Alegre | RS | 51 3333.1998 | 9112.3514
Todas as imagens do site são de direito do fotógrafo e protegidas pela nova lei de direitos autorais (lei 9610, 19 de fevereiro de 1998)
Desenvolvido por Brainstorm Soluções Inteligentes